Essas nobres verdades do budismo poderão mudar a sua visão de mundo

outubro 14, 2018 Off Por O Martelo de Nietzsche

Tanto Jesus como Buda em sua pregação, não se utilizam de uma língua erudita, mas sim da língua vulgar. Jesus usava o aramaico do povo e Buda o dialeto indo-ariano. Ambos não codificaram e nem mesmo chegaram a lançar por escrito sua doutrina.

Os dois se opõem à tradição religiosa e seus guardiões, à casta ritualista dos sacerdotes e doutores da lei, que são insensíveis com os sofrimentos do povo. Ambos reúnem amigos em torno de si, um círculo de discípulos e um grupo maior de seguidores.

O nosso foco hoje e Buda, com suas preciosas lições. Separamos um conto muito interessante que contém resposta para os principais problemas que ainda afligem todos nós.

Um dia Sidarta Gautama, estava no jardim de Anathapindika, na cidade de Jetavana, Índia, quando lhe apareceu um Deva (espírito da natureza) em figura de brâmane e vestido de roupas brancas como a neve, e entre ambos se estabeleceu o seguinte duelo:

O Deva:
– Qual é a espada mais cortante?
Ao que Buda respondeu:
– A palavra raivosa é a espada mais cortante.
– Qual é o maior veneno?
– A inveja é o mais mortal veneno.
– Qual é o fogo mais ardente?
– A luxúria.
– Qual é a noite mais escura?
– A ignorância.
– Quem obtém a maior recompensa?
– Quem dá sem desejo de receber é quem mais ganha.
– Quem sofre a maior perda?
– Quem recebe de outro sem devolver nada é o que mais perde.
– Qual é a armadura mais impenetrável?
– A paciência.
– Qual é a melhor arma?
– A sabedoria.
– Qual é o ladrão mais perigoso?
– Um mau pensamento é o ladrão mais perigoso.
– Qual o tesouro mais precioso?
– A virtude.
– Quem recusa o melhor que lhe é oferecido neste mundo?
– Recusa o melhor que se lhe oferece quem aspira à imortalidade.
– O que atrai?
– O bem atrai.
– O que repugna?
– O mal repugna.
– Qual é a dor mais terrível?
– A má conduta.
– Qual é a maior felicidade?
– A libertação.
– O que ocasiona a ruína no mundo?
– A ignorância.
– O que destrói a amizade?
– A inveja e o egoísmo.
– Qual é a febre mais aguda?
– O ódio.
– Qual é o melhor médico?
– O Buda.
O Deva então faz sua última pergunta:
– O que é que o fogo não queima, nem a ferrugem consome, nem o vento abate e é capaz de reconstruir o mundo inteiro?
Buda respondeu:
– O benefício das boas ações.
Satisfeito com as respostas, o Deva, com as mãos juntas, se inclinou respeitosamente ante Buda e desapareceu.
(Trecho extraído do livro Buda – Aquele que Despertou

“O budismo é uma religião para homens tardios, para raças bondosas, suaves, que se tornaram superespirituais,  que sentem dor com muita facilidade (ainda falta muito para que a Europa esteja madura para ele) […] o budismo é uma religião para o fim e para o cansaço da civilização” – Nietzsche, O Anticristo, §22

Leia também:

As quatro nobres verdades do budismo.

10 Verdades que poderão mudar a sua vida

Por: O Martelo de Nietzsche